ABOZ - Associação Brasileira de Ozonioterapia
ABOZ no Facebook ABOZ no Instagram

Biblioteca

Mechanisms of pathophysiology of blood vessels in patients with multiple sclerosis treated with ozone therapy: a systematic review.

Tipo de estudo: Revisão bibliográfica sistemática Resumo: A esclerose múltipla (EM) é uma patologia neurológica degenerativa ou doença autoimune inflamatória crônica do centro sistema nervoso central (SNC), caracterizado por deficiências estruturais e metabólicas que desenvolve a desmielinação e dano axonal, levando a uma deficiência ou perda completa na transmissão de impulsos nervosos, com etiologia exata ainda não compreendida. Estudos recentes mostraram que a administração de ozônio poderia ser muito útil no tratamento de distúrbios neurológicos e inflamatórios e doenças neurológicas degenerativas. Nesta revisão, examinamos a literatura recente sobre a fisiopatologia da vasos sanguíneos em doentes com esclerose múltipla tratados com ozonioterapia (O3). De acordo com estudos e relatórios de pesquisa, o tratamento com terapia oxigênio-ozônio, pode elevar a impregnação de oxigênio no sangue, progresso na circulação sanguínea, ativação do metabolismo dos eritrócitos, melhora da oxigenação dos tecidos e restauração da função das células aumentando efetivamente o metabolismo do oxigênio.

Autor: Ameli, J., Banki, A., Khorvash, F., Simonetti, V., Jafari, N., & Izadi, M.

Revista: Acta Bio Médica, volume 90, edição 3. Publicado em março de 2019.

Voltar ao topo