ABOZ - Associação Brasileira de Ozonioterapia

Este site foi desenvolvido para funcionar apenas com javascript habilitado!

Por questões de segurança e usabilidade, este site foi desenvolvido para funcionar apenas com javascript habilitado.

Se quiser continuar, ative o uso de javascript no seu navegador e atualize esta página.

Possui dúvidas? Entre em contato conosco!

Equipe ABOZ!

×

O evento não está disponível para inscrições a partir da área do conhecimento selecionada.

Você pode solicitar acesso VIP ao evento, dessa forma a inscrição estará disponível para qualquer área do conhecimento, entre em contato.

Caso já tenha solicitado acesso VIP, efetue o seu login e se inscreva! ;)

×

Este curso/evento não está disponível para estudantes! ;)

Em caso de dúvidas entre em contato conosco:

PagSeguro

PagSeguro é a solução do UOL para pagamentos online, que garante a segurança de quem compra e de quem vende na web. Quem compra com PagSeguro tem a garantia de produto ou serviço entregue ou seu dinheiro de volta. Quem vende com PagSeguro fica livre de fraudes e perdas em vendas online.

PayPal

PayPal é a maneira mais rápida e segura de pagar online com a segurança garantida dos seus dados. O PayPal é uma das plataformas mais utilizadas no mundo para transação com cartões.

Boleto Bancário

Para pagamentos no Brasil, com vencimento para três dias úteis. Sua afiliação/participação em evento será liberada após o pagamento do boleto.

Depósito Bancário

Para depósitos feitos no Brasil. Após a transação o depositante deverá enviar o comprovante para a ABOZ e sua afiliação/participação em evento será liberada após a confirmação pela ABOZ.

Biblioteca

O que as revisões sistemáticas Cochrane dizem sobre o uso das 10 novas práticas de medicina integrativa incorporadas ao Sistema Único de Saúde / What systematic reviews allows the doctor to use the 10 new practices of integrated medicine to the Unified Health System

CONTEXTO:
O Ministério da Saúde do Brasil anunciou, em março de 2018, uma expansão das políticas para práticas integrativas em saúde dentro do Sistema Único de Saúde (SUS), incorporando 10 novos tipos de práticas integrativas à lista de procedimentos disponíveis no sistema público de saúde brasileiro.
OBJETIVO:
Identificar, sintetizar e avaliar criticamente evidências de revisões sistemáticas Cochrane sobre as novas práticas de medicina integrativa inseridas no SUS.
MÉTODOS:
Revisão de revisões sistemáticas conduzida pela Disciplina de Medicina Baseada em Evidências, Escola Paulista de Medicina (EPM), Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), sobre as seguintes intervenções: apiterapia, aromaterapia, bioenergética, constelação familiar, terapia de florais, cromoterapia, geoterapia, hipnoterapia, imposição de mãos e ozonioterapia.
RESULTADOS:
Foram incluídas 16 revisões sistemáticas: 4 sobre apiterapia, 4 sobre aromaterapia, 6 sobre hipnoterapia e 2 sobre ozonioterapia. Não foram encontradas revisões sistemáticas Cochrane referentes aos temas bioenergética, constelação familiar, cromoterapia, geoterapia, terapia de florais ou imposição de mãos. A única evidência de alta qualidade encontrada nessas revisões foi sobre o potencial benefício da apiterapia, especificamente para o uso de curativos de mel para cura parcial de feridas por queimadura, para redução de tosse entre crianças com tosse aguda e para prevenção de reações alérgicas a picadas de insetos.
CONCLUSÃO:
Exceto por alguns usos específicos da apiterapia (mel para lesões por queimadura e para tosse aguda e do veneno de abelhas para reações alérgicas às picadas de insetos), o uso das 10 práticas integrativas recentemente incorporadas ao SUS não é embasado por evidências de revisões sistemáticas Cochrane.