ABOZ - Associação Brasileira de Ozonioterapia
ABOZ no Facebook ABOZ no Instagram

Notícias

Como foi a visita da ABOZ em defesa dos interesses da Ozonioterapia no Brasil em Portugal

A Associação Brasileira de Ozonioterapia, representada pelo Dr. Arnoldo de Souza (Diretor Presidente) e Dr. Antônio (vice presidente,) acompanharam as visitas técnicas realizadas pela missão brasileira em Portugal, que teve o objetivo de conhecer unidades de Ozonioterapia disponíveis para a população portuguesa na rede pública.

O primeiro hospital visitado pela comitiva foi o Hospital Garcia de Orta, em Almada. Na Unidade de Dor, chefiada pela médica anestesiologista Dra. Beatriz Craveiros Lopes, encontra-se a o sistema de Ozonioterapia. A Dra Beatriz explicou sobre o fluxo de pacientes direcionados à unidade, e relatou que o ozônio medicinal é uma arma terapêutica utilizada entre outras opções do serviço de dor que a unidade oferece. A médica relatou que a Ozonioterapia é uma técnica muito segura, todos os dias são realizados procedimentos e não há registro de efeitos colaterais. A Dra Elsa, uma das responsáveis pelas aplicações na unidade, que conta com equipe interdisciplinar, relatou que existe um protocolo padrão de aplicações. Na unidade, são realizados procedimentos para tratamento de dor e inflamação nas mais diversas patologias, sendo as mais frequentes as doenças crônicas e degenerativas do aparelho osteomuscular e
sistema articular. 

Ainda no Hospital Garcia de Orta, a Dra Elza relatou o caso de uma paciente acometidapor osteo-artrose em estado avançado, refratária a todas as terapias instituídas, e apresentando comprometimento da função renal, face ao uso crônico de agentes antiinflamatórios. A paciente, foi encaminhada para a unidade de dor, onde realizou um protocolo de Ozonioterapia, tendo tido resultados satisfatórios e inclusive, tendo como efeito sistêmico melhora do desempenho renal.

Durante a vista, os participantes da comitiva debateram o uso da Ozonioterapia sobre diversos aspectos, tanto científicos, como de natureza legal do Sistema Nacional de Saúde em Portugal, que contempla em sua tabela de procedimentos a utilização da mesma, tabela esta constante das resoluções da ordem dos Médicos de Portugal, caracterizando-a como um ato médico, normatizado pelo órgão.

A segunda visita foi realizada no Hospital Fernando da Fonseca, em Sintra. A comitiva foi recebida pelo Diretor Administrativo Francisco João Velez Roxo e pela coordenadora da unidade de dor do hospital, Dra. Ana Pedro, que detalhou de maneira bem discriminada o modo de operação da unidade, que também conta com uma equipe interdisciplinar, e que, em linhas gerais, utiliza o mesmo formato descrito no hospital anterior, apenas com um volume de pacientes ainda maior e, claro, com uma série histórica muito maior em função do largo tempo de utilização da técnica naquela unidade hospitalar.

O hospital é referência no país em tratamento de dor e conta com a Ozonioterapia desde o ano de 2002, portanto há mais de 17 anos vem sendo utilizada. Neste período, não há relato de nenhuma complicação. O hospital, é acreditado pelo organismo inglês CHKS (Caspe Healthcare Knowledge System), sendo um, dos mais conceituados no país.

A Dra Ana Pedro, destacou que no fluxo dos pacientes há sempre uma avaliação médica preliminar e que, desta resulta o estabelecimento do protocolo terapêutico, cuja aplicação é realizada pela equipe sob supervisão medica na sua evolução clínica. Ainda houve destaque para aspectos econômicos e de segurança apresentados pela Ozonioterapia, que acabam podendo beneficiar um maior número de pessoas com total segurança e a um custo bem menor, quando comparada com todas as outras técnicas que apresentem os mesmos objetivos terapêuticos, ou seja, controle da dor e inflamação crônica, implicando em conferir melhor qualidade de vida para as pessoas que a utilizam. 

Após a visita aos hospitais, a comitiva seguiu para a Ordem dos Médicos de Portugal, onde foi recebida pelo representante da presidência, Dr João de Deus, que de maneira sintética explanou sobre a resolução da ordem dos médicos que normatiza o uso da  Ozonioterapia, resolução que reproduz na íntegra a portaria publicada pelo diário da república, através do ministério da saúde. 

Com a missão oficial concluída, o relatório será enviado para a Câmara dos Deputados para aprovação na Comissão de Seguridade Social e Familia, pela Comissão de Constituição e Justiça e Sanção Presidencial.

Em conclusão, os membros da ABOZ que preparam a visita junto a Sociedade Portuguesa de Ozonioterapia (SPOZ) e seu presidente Dr. João José Gonçalves, tiveram como opinião final excelente impressão causada nos parlamentares em todas as visitas realizadas, alimentando portanto a expectativa de que haverá por parte dos parlamentares a elaboração de um relatório favorável à aprovação do projeto de lei que propõe a utilização da Ozonioterapia no país regulamentada na medicina como técnica terapêutica em medicina, disponibilizando para a população brasileira, a partir de um trabalho interdisciplinar da equipe de saúde, assim como hoje já está para Odontologia, com sua inserção na lista de procedimentos no Sistema Único de Saúde.

Independente do caminho tomado pelo projeto de lei a partir do relatório que será elaborado, a ABOZ seguirá com as ações que hoje têm sido desenvolvidas para buscar a regulamentação da prática da Ozonioterapia em nosso país para que a prática da Ozonioterapia seja realizada de maneira legal, consciente, responsável e ética A Comitiva oficial do Brasil que em Portugal para as visitas foi formada pelos seguintes membros:

- Deputado Federal Juscelino Filho - Presidente da Comissão Parlamentar de Seguridade Social e Família;
- Deputado Federal Odorico Monteiro, Primeiro Vice-Presidente da referida Comissão;
- Deputado Federal Alexandre Serfiotis- membro da Comissão;
- Deputada Federal Carmem Zanotto - membro da comissão parlamentar e relatora do Projeto de Lei Federal no. 9001/2017;
- Deputado Federal Diego Garcia - membro da Comissão;
- Deputado Federal Eduardo Barbosa - membro da Comissão;
- Sr. Rubens Carneiro- Secretário Executivo da Comissão.
- Sr. Alessandro Ferreira do Nascimento- Coordenador de Pesquisas Clínicas da ANVISA 
- Dr. Arnoldo de Souza – Diretor Presidente da Associação Brasileira de Ozonioterapia – ABOZ
- Dr. Antônio Teixeira - Diretor Vice-Presidente da Associação Brasileira de Ozonioterapia – ABOZ
- Dr. Juliano do Vale - Presidente do Conselho Federal de Odontologia
- Sra. Leticia Philippi - Presidente do Grupo Philozon
- Dra. Wendy Falzoni – Presidente do Colégio Médico Brasileiro de Ozonioterapia
- Dra. Maria Emilia Gadelha Serra – Presidente da Sociedade Brasileira de Ozonioterapia Médica

Ler Outras Notícias
Voltar ao topo